Social Icons

Pages

Featured Posts

31 outubro 2013

A importância de aceitar-se



por Joyce Meyer - postado 31 de outubro de 2013
E isso [a salvação] não vem de vós [de seu próprio fazer, não veio através de seu próprio esforço], mas é um dom de Deus. Efésios 2:8
Em 1718, um menino chamado David Brainerd nasceu em Connecticut. David perdeu o pai pra morte quando tinha apenas oito anos de idade, e sua mãe morreu seis anos depois, quando tinha quatorze anos. David herdou uma grande propriedade, mas que não poderia compensar a ausência de amor e carinho dos pais, que são tão importantes para a sensação de segurança e felicidade de qualquer criança.

Brainerd tornou-se um conhecido missionário americano e um pregador poderoso, mas ele sentiu uma carga incomum de culpa, como se ele pudesse ter sido de alguma forma responsável pela morte de seus pais. Como resultado, ele trabalhou muito duro para tentar ganhar o amor e a aprovação de Deus. Biografias mostram que o Espírito Santo tentou convencer Brainerd de sua suficiência e que estava em Cristo, mas que a verdade nunca foi firmemente estabelecida em seu coração. Ele ganharia alguns insights sobre esta verdade, mas, em seguida, cairia de volta para uma mesma mentalidade.

As pessoas que têm escrito sobre Brainerd concordam que ele esgotou-se tentando agradar a Deus, porque ele sempre achou que tinha que agradar para ganhar o amor de Deus. Ele tentou agradar a Deus, tanto que ele usava o seu corpo e tornou-se demasiado doente para realizar o seu ministério ou até mesmo para orar. O jovem com tanta capacidade e potencial para fazer grandes coisas para Deus morreu de tuberculose aos 29 anos de idade.

A história de Brainerd detém uma dura lição para todos nós. Podemos amar a Deus e servi-Lo com toda a nossa força, mas nós também devemos receber Seu amor por nós. Devemos crer que Ele nos ama e nos aceita completamente e que não podemos fazer nada para ganhar o seu amor ou merecer sua graça. Como nosso versículo para hoje nos lembra, a nossa posição em Deus é tudo por causa do que Ele faz por nós, e não o que podemos fazer por Ele.

Ame a si mesmo: Não há nada que você possa fazer, que fará com que Deus ame ou aceite-o mais do que já faz, então, siga o seu exemplo: amar e aceitar a si mesmo.

Tradução livre do Blog Joyce Meyer. http://joycemeyer.org/Articles/Devotional.aspx

09 janeiro 2013

Fé sem obras? - Por Lethycia Mariana




Depois de tanto me perguntar sobre esse assunto, Deus me deu o entendimento sobre o que Tiago disse no capítulo 2: 14 ao 26, sobre fé sem obras.

A fé que demonstramos ao mundo é que somos cristãos e pronto. Andamos com um adesivo no carro escrito Jesus, desfilamos com nossas Bíblias o a colocamos dentro do carro onde todos possam ver. Mas apenas estamos gritando pro mundo; sou crente, sou crente.. sou cristão, ta vendo, tenho uma bíblia... Estamos apenas tentando mostrar que temos uma bíblia e que “confiamos” em Deus.
Mas, qual é a nossa primeira reação quando algo dá errado?
Quando algum plano é frustrado?
Quando alguém nos fere?
Quando a enfermidade chega?
Quando o celeiro cessa?
Simplesmente, esquecemos da nossa fé que orgulhosamente ficamos mostrando pro mundo e começamos a murmurar e murmurar. Reclamamos de tudo, e brigamos com todos que cruzam nosso caminho.
O que será que as pessoas que estão ao nosso redor, pesam disso?
Esse é um mau testemunho que damos e nem nos damos conta. Como você quer levar almas pro céu se você não dá o devido testemunho?
Não adianta deixar a Bíblia aberta num capítulo ou exposta em um lugar que todos possam ver se não a abrirmos e pedirmos a Deus orientação.
Se toda vez que passamos por lutas ou provas, abríssemos à palavra e meditássemos, evitaríamos muito transtornos para nós e para quem nos rodeia.
 Então devemos proferir sim nossa fé e realizar obras através da palavra aonde todos vão realmente ver quem nós somos e qual é o nosso relacionamento real com Deus.
         Por Lethycia Mariana
(Texto escrito com base de pregações da Pastora Joyce Meyer)

02 janeiro 2013

Levante-se e Vá - Joyce Meyer


Já estou cansado do meu gemido, toda a noite faço nadar a minha cama; molho o meu leito com as minhas lágrimas, Já os meus olhos estão consumidos pela mágoa, e têm-se envelhecido por causa de todos os meus inimigos. Apartai-vos de mim todos os que praticais a iniqüidade; porque o SENHOR já ouviu a voz do meu pranto. Salmos 6:6-8

Mesmo antes de estarmos totalmente acordados, Satanás está planejando nos enganar e está pronto para plantar pensamentos derrotistas em nossa mente. Ele quer que sejamos sem esperança, sem fé, e negativos. Ele definitivamente não quer sejamos positivos quando nos levantamos. Ele quer que tenhamos uma atitude ruim e egoísta e sejamos egocêntricos, cheio de ódio, amargura, ressentimento, dúvida, incredulidade e medo – que fiquemos com raiva de todo mundo,

Mas graças a Deus, através de Jesus Cristo, nós fomos redimidos de todos esses padrões negativos. Podemos resistir ao diabo e poder confiança de Deus, a fim de viver em vitória hoje.

28 novembro 2012

Você colhe o que planta


Tudo o que o homem semear, isso também ceifará. -Gálatas 6:7 KJV

Como representante de Deus aqui na terra, seu propósito é fazer o certo e glorificar a Deus. Quando você faz o bem, você traz a glória de Deus, manifestando Sua excelência de uma forma tangível.

Uma maneira que você pode trazer-Lhe glória está na maneira como você trata as pessoas. Há muitas maneiras práticas que você pode ser uma bênção para outros. Você pode edificar outros, dando-lhes um elogio. Você pode expressar o seu apreço e reconhecer as pessoas, dando-lhes um tapinha nas costas ou escrever-lhes uma nota de encorajamento.

Você também pode aproveitar as oportunidades de ouvir as pessoas e dar a mão quando necessário. Você pode acreditar no melhor dos outros e oferecer perdão àqueles que te ofenderam.

Encorajo-vos a tratar a todos com amor e respeito. Você não vai apenas glorificar a Deus, você também vai receber bênçãos colhendo o que plantou.
***********************************************
por Joyce Meyer - postado 28 de novembro de 2012 em seu Blog Pessoal. (Tradução Livre)

20 novembro 2012

Dia de Ação de Graças




Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios. Salmos 103:1-2

Dia de Ação de Graças é um feriado oficial nos Estados Unidos e no Canadá. Vários países tem aderido sua comemoração devido a sua popularidade, facilidade de comemorar e motivação (agradecer a Deus pelas bênçãos).

Thanksgiving Day”, como é chamado nos EUA, iniciou-se como uma maneira de celebração e gratidão a Deus pela boa colheita do ano. Justamente no outono, onde a colheita é recolhida, é comemorado o Dia de Ação de Graças, a saber: na quarta quinta-feira de novembro, neste ano (2012) será comemorado no dia 22/11/2012.

O primeiro dia de Ação de graças deu-se após os colonos (que fugiram da Inglaterra para os Estados Unidos buscando liberdade religiosa) terem péssimas colheitas e um duro inverno no ano 1620, mas na colheita de 1621 todos foram surpreendidos, a alegria foi tanta que o governador da vila (de Plymounth, Massachusetts) declarou a comemoração que foi programada para o início do outono de 1621, separaram os melhores frutos e juntamente com os índios celebraram e agradeceram a Deus pela maravilhosa colheita.

Em várias outras culturas, também existiram (e existem) este tipo de comemoração, agradecendo e celebrando pelas bênçãos, dádivas recebidas no decorrer do ano.

É válido ressaltar que foi o Presidente dos Estados Unidos (1863) Abraham Lincoln, quem decretou que a quarta quinta-feira do mês de novembro seria o Dia Nacional de Ação de Graças, sendo homologado também pelo Congresso Americano.

Neste dia, são relembradas as bênçãos recebidas no ano, a comunhão com a família e também a comemoração, com um prato típico, dentre os principais, está o Peru, tanto que o Dia de Ação de Graças também é apelidado de “Turkey Day” (Dia do Peru).

Por que estou falando de uma data comemorativa que é mais oficial e forte em outro país?

Em primeiro lugar, acredito firmemente que todas as oportunidades que temos para agradecer e buscar a Deus, podemos – e devemos – aproveitá-las como pretexto.

Em segundo lugar, sou muito grato a Deus pelo ano de 2012, com todas as realizações, conquistas, e até mesmo com alguns “Nãos” que recebi, mas afinal... “tudo contribui para o BEM daqueles que amam a Deus” (Romanos 8.28), e como eu amo muito ao meu Deus, sei que tudo foi para o meu bem.

E aí… mesmo que não tenhamos uma folga, um feriado ou algo do tipo, que tal reunir amigos e/ou familiares, fazer um almoço ou jantar especial e deixar com que cada um testemunhe tudo o que Deus fez (e pode fazer) este ano!? Desta forma, estaremos louvando-O e engrandecendo-O e certamente Ele se alegrará com isto!

Fica a sugestão… eu já estou programando o meu, que tal pegarmos esta comemoração como pretexto e dar Ação de Graças ao nosso Deus?

Marcelo Paz

18 novembro 2012

Um coração irrepreensível–Joyce Meyer

olho-Ceus1

Porque, quanto ao SENHOR, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é perfeito para com ele; 2 Crônicas 16:9

Deus não diz que Ele está à procura de alguém com um desempenho perfeito, mas sim alguém com um coração ideal, um coração que deseja agradar a Deus, um coração que se entristece contra o pecado e o mal, um coração que acredita em Deus e Sua vontade e na Sua capacidade de perdoar e restaurar. Deus sabe que não podemos manifestar a perfeição. É aceitável sermos carentes!

Deus é um Deus de corações. Ele vê e se preocupa com a nossa atitude de coração ainda mais do que com o nosso desempenho. Eu já disse muitas vezes que eu acredito que Deus prefere ter um crente que tem um bom coração e um desempenho menos que perfeito do que aquele que tem um desempenho perfeito, mas um coração impuro. É possível ser muito religioso e de manter todas as regras, e ainda assim ter um coração que está longe de Deus.

Por exemplo, Jesus tinha muito a dizer aos fariseus dos seus dias. Eles tinham um desempenho polido, mantiveram as leis, seguiam todas as regras e regulamentos, e estavam orgulhosos deles mesmos. Eles também tiveram uma atitude de julgamento para com os outros, não andavam em amor, e não mostravam piedade. Jesus chamou-os túmulos caiados cheios de ossos de mortos (Mateus 23:27).

Senhor, o meu desempenho está longe de ser perfeito, mas no meu coração eu desejo agradá-Lo em tudo. Coloca-me perto de Seu coração, hoje, e que eu possa ser como Você. Amém.

*************************************************************************************************************************
Tradução Livre do Blog da Joyce Meyer, postado por ela no dia 18/novembro/2012.